Vice do Cuiabá quebra silêncio e explica ingressos caros: “Pagar as contas” | …

O vice-presidente do Cuiabá, Cristiano Dresch, quebrou o silêncio e se posicionou sobre o aumento dos valores de ingressos para a partida contra o Flamengo, na Arena Pantanal, pela 18ª rodada do Brasileirão. Em pronunciamento divulgado às 23h desta quinta (27), o dirigente afirmou que os bilhetes não estão caros e que o clube está querendo apenas arrecadar para pagar as contas.

“Primeiro, eu queria deixar claro que os preços que o Cuiabá está praticando neste jogo não são exorbitantes. Se você olhar no Brasil inteiro, jogos desse tamanho, os preços praticados são até superiores a esses que o Cuiabá tem cobrado. Então dizer que os preços são exorbitantes, isso aí é uma palavra que está sendo usada para criar um fato”, disse Cristiano.

Reprodução

Cristiano Dresch

Em outro momento, o vice do Dourado frisou que não busca enriquecer o seu time em cima de bilheteria, mas sim pagar as contas do clube. Segundo ele, a despesa mensal do Cuiabá gira em torno de R4 8 milhões.

“O Cuiabá não está buscando enriquecimento, cobrando esse valor nos ingressos. O Cuiabá está querendo apenas pagar suas contas. Hoje o Cuiabá tem uma despesa mensal de R$ 8 milhões. As demonstrações e declarações de contas do Cuiabá são públicas. Quem quiser ir no clubes está à disposição”, destacou.

Cristiano Dresch lembrou ainda que o Cuiabá teve redução de receitas em 2023, comparado ao ano anterior.

“Esse ano de 2023 nós tivemos algumas reduções de receitas, que nós não tivemos em 2022. Em 2023 nós tivemos uma perca de receita enorme, em função da eliminação na primeira fase da Copa do Brasil e a não participação na Sul-americana”, pontuou

Readequação 

Após repercussão negativa e ser alvo de denúncia pelo valor cobrado da torcida do Flamengo, a diretoria auriverde informou nessa quinta-feira (27) a readequação dos valores dos ingressos, desta vez, pesando a mão contra a própria torcida. O clube chegou a ser notificado pelo Procon-MT.

Anteriormente, o setor Sul Superior (atrás do gol), era comercializado a R$ 50 e a meia, a R$ 25, para torcedores do Cuiabá. Agora, o valor é de R$ 250 a inteira e a meia R$ 125, mesmo valores que já haviam sido aplicados para a torcida visitante, localizado no lado oposto. A região Sul Inferior foi reajustada para R$ 300 inteira e R$ 150 a meia. Anteriormente, a inteira era R$ 150 e a meia, R$ 75.

 Os setores Leste Inferior e Superior, destinados aos torcedores do Cuiabá, tiveram os preços mantidos. O setor inferior custa R$ 50 (meia) e R$ 100 (inteira), e o superior, R$ 100 (meia) e R$ 200 (inteira). No setor Oeste Inferior, os valores também seguem como na abertura, sendo R$ 300 pela inteira e R$ 150 a meia.

Apesar dos reajustes, o setor Sul Superior já está esgotado e o Sul Inferior caminha para o seu preenchimento total, restando apenas ingresso de forma inteira.

O Procon, por sua vez, disse que o Cuiabá não cumpriu as exigências e dará sequência para uma possível multa. Já o Ministério Público deve ajuizar ação contra o time mato-grossense.

Cuiabá e Flamengo se enfrentam no dia 6 de agosto (domingo), às 20h (de Brasília), na Arena Pantanal, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.



Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *