Municípios recebem 1ª parcela da compensação pelas perdas com ICMS | …

A queda na arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que afetou os municípios de Mato Grosso no segundo semestre do ano passado, começou a ser compensada na última sexta-feira (28), quando o Governo do Estado repassou aos cofres das prefeituras R$ 5 milhões, referentes à primeira parcela do ressarcimento.  Até o final de 2023 os municípios vão receber sete parcelas de igual valor. A previsão é que a recomposição financeira seja feita de forma gradual, estendendo-se até 2025.

Rodinei Crescêncio/Rdnews

Presidente da AMM Neurilan Fraga

A redução do ICMS foi ocasionada pela diminuição das alíquotas de combustíveis, energia, telecomunicações e transportes, estabelecida na Lei Complementar 194/2022, de iniciativa do governo federal, ainda sob Jair Bolsonaro (PL). As quedas no repasse começaram a ser verificadas em agosto de 2022, prolongando-se até dezembro.

As variações mais significativas para os municípios foram constatadas em outubro (-25,31%) e em dezembro (- 25%). Para efeito de comparação, em outubro de 2022 o repasse do imposto foi de R$ 392 milhões, enquanto no mesmo período de 2021 foi de R$  525 milhões.

O presidente da AMM, Neurilan Fraga, que integra o Conselho Político da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), destacou que o movimento municipalista se mobilizou pela compensação, prevista em projeto de lei de autoria do senador Wellington Fagundes (PL).

“Participamos de várias reuniões no Congresso Nacional para defender a recomposição das perdas financeiras, que impactaram o caixa de prefeituras de todo o país. Em Mato Grosso as oscilações negativas na transferência do ICMS comprometeram as finanças dos municípios, que têm no repasse constitucional uma de suas principais fontes de receita”, assinalou, acrescentando que, com o calendário de pagamento definido, os gestores poderão fazer a programação da entrada desses valores nos orçamentos de 2024 e 2025.

Washington Costa/MF/Flickr

 Fernando Haddad --ministro da Fazenda

A compensação financeira aos estados e, por extensão aos municípios, foi anunciada em março  pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), que assegurou o repasse de R$ 26,9 bilhões aos entes estaduais visando compensar perdas de arrecadação ocasionadas pela redução da alíquota do ICMS  sobre combustíveis e outros itens. Mato Grosso teve uma perda de mais de R$ 1 bilhão por conta da redução da tributação, principalmente sobre o ICMS do óleo diesel. O efeito da lei alcançou os municípios, que têm direito a 25% do imposto. (Com Assessoria)



Fonte

One thought on “Municípios recebem 1ª parcela da compensação pelas perdas com ICMS | …

  1. I see You’re truly a just right webmaster. The web site
    loading pace is incredible. It kind of feels that you’re doing any distinctive trick.
    Also, the contents are masterwork. you have performed
    a magnificent job in this matter! Similar here: sklep online and also here: Dyskont online

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *