“Dollar milho” argentino faz cereal brasileiro recuar

No mercado brasileiro de milho exportação os prêmios recentes recuaram devido ao “Dollar Milho” argentino, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “Os prêmios permaneceram em $67 para agosto; $ 60 setembro; $ recuaram $ 1 cent para $ 61 para outubro; subiram $ 3 cents para $ 68 cents para novembro e se mantiveram em $ 90 para dezembro”, comenta.

A queda dos prêmios para os meses mais recentes, no Brasil foi motivada pelo início da operação “Dollar Maíz”, do governo argentino, uma interferência odiosa no mercado, segundo a Bolsa de Comércio de Rosário, porque “este tipo de medidas temporárias e de curto prazo prejudicam gravemente a atividade agroindustrial, com perda de transparência no processo de formação de preços, distorções e assimetrias em toda a cadeia de produção e comercialização”. Mas, é um fato do mercado e temos que conviver com isto. Como é um evento de curto prazo, os prêmios brasileiros para setembro em diante continuam altos e podem, inclusive, subir um pouco mais.

O Paraguai tem redução de US$ 10/t nas cotações brasileiras. “O milho teve um dia um pouco mais lento, com os números apresentados pouco atrativos aos olhos dos vendedores. O mercado de FAS não conseguiu estimular os negócios, com valores alguns dólares abaixo do dia anterior. Por outro lado, o mercado brasileiro reduziu em US$ 10/t as suas indicações, mas algumas até melhoraram, principalmente aqueles com entregas mais adiadas, conseguindo concretizar negócios pontuais. O mercado local mantém indicadores estáveis, apostando em uma safra abundante e que poderão comprar por valores melhores posteriormente”, conclui.



Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *